.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Metamorfese em Mim

.arquivos

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

.tags

. todas as tags

.as minhas fotos

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds

Quinta-feira, 18 de Março de 2010

Metamorfese em Mim

Instabilidade, uma luta constante

...
Reflexão a respeito da maturação sentimental de uma mulher na casa dos 30

...
E hoje… não quero escrever somente para mim… quero partilhar… na tentativa de expandir aquilo que de bom tenho conquistado nestes últimos tempos…

...

Quando sentimos a vida estável, e ela até nos deu algumas provas disso, tomamos algumas realidades como certas, porém, surge, quase inevitavelmente, como do nada, um vento forte, que a revirará do avesso, mostrando algumas dos suas escondidas fragilidades.


Não é primeira vez que isso me acontece, não somente no meu pequeno mundo, como noutros próximos, que de uma forma ou de outro partilhei ou tomei conhecimento desse sábio saber a respeito da nossa condição humana.


Somos seres dotados de uma inteligência admirável, todavia damos, constantemente, provas de uma tamanha estupidez.

 

Com certeza, muitos dirão que são excepção, mas não se enganem, pois regra é geral, e reafirmo “geral”, todos cometemos o mesmo erro repetidamente, achando que a vida pode ser isenta de momentos reveladores de tamanhas e poderosas lições.

Não quero com isso valorizar a dor, somente quero salientar, que mais uma vez por estupidez nossa, somente gravamos fundo as lições que advieram de grandes momentos traumáticos e marcados com dor.

E esses momentos causam instabilidade, e aí começa a nossa árdua e continua luta, pois o segredo da vida está em alcançar um equilíbrio entre tudo e todos… entre estes dois mundos poderosos que nos cercam… a realidade e o sonho…

Por isso… vejamos…


Primeiramente, devemos ter bem consciência das diferenças entre a realidade e o sonho… e dos limites que fazem cada um desses mundos… não devemos elevar a nossa auto-estima em demasia, mas sim manter a humildade que nos permitirá crescer… sempre!


O sonho comandará para sempre a nossa vida, contudo temos que definir bem os seus limites para que não sejamos nós mesmo a impulsionar momentos de tristeza e grande frustração!


Após, a definição dos territórios, tarefa bastante

 complicada, pois contamos também com um ambíguo aliado, o nosso ego, muito edificador, mas que em demasia pode colocar em nossa mente realidades ilusórias, reduzimos assim, diria eu, drasticamente, as hipóteses de acontecimento de momentos pautados de dor.


O idealizar o homem perfeito… a casa perfeita… os filhos perfeitos… o trabalho perfeito… já por si só se denota uma repetição excessiva que levada a cabo diariamente nos causará com certeza uma frustração enorme… porque na verdade, por mais que tentemos, nada é perfeito e muito menos será quando a fasquia estiver assim tão elevada!

 


Todos nós já tivemos prova que o que realmente nos surpreende é aquilo que não esperamos… nos rendemos à surpresa… à descoberta de uma realidade nunca antes conjecturada… então, porque teimamos nós em continuar a fazer projectos de gaveta inconcebíveis????

 


Ele não ria reagir a todos os momentos conforme nós imaginamos, ele não estará lá em todos os momentos… ele não é um deus, nem mesmo menor… as suas capacidades são iguais às nossas, com mais ou menos contornos, com mais ou menos pormenores… mas ele é tão humano como nós e por isso, estará sempre limitado as características da nossa espécie, por isso… porque não aceitá-lo como ele é e ponderar as suas qualidades como suficientes para conquistarmos momentos de grande felicidade… não eterna… não constante, mas que conferirá à nossa vida a sensação de que… estamos no lugar certo, rodeadas de tudo que queremos e nenhuma outra realidade será capaz de competir com essa ( e isto aplica-se a todas as áreas da nossa vida… filhos… amigos… e até mesmo trabalho…)!


Este discurso não é uma mera descrição de uma utopia… é verdade que haverá momentos de tensão, de discussão, de desilusão, de frustração, até… e muitos serão aqueles momentos de dor que não poderemos fugir a eles, por mais que queiramos…


Mas tudo passar pela aceitação… devemos aceitar os momentos menos positivos que ocorrem na nossa vida, pois, conforme referi anteriormente, eles são necessários perante a nossa estupidez humana e trazem até nós, se estivermos atentos, grandes e significativas aprendizagens.


A aceitação engloba retirar das experiências vividas os pontos fortes e desta forma reduzi-las a meros acontecimentos com uma causa específica, que trouxe até nós vivências únicas e poderosamente modificadoras.


 Isto não é uma receita mágica, mas é com certeza, uma ajuda preciosa para quem quer viver a vida aprendendo a ser feliz em cada dia…


 Já dei nuances a respeito das relações humanas entre casais… porém, ainda há muito a falar a respeito…


 A aceitação do ser amado com alguém realmente humano é uma poderosa aprendizagem, pois retirará da relação o peso de uma possível frustração… o aceitar o dia-a-dia como um desafio constante, sem delinear fasquias muito elevadas, nos dará a certeza que o que virá nos irá com certeza surpreende e causar me nós alegria pela sua conquista…


 Mas não poderia deixar de salientar a importância de nos mantermos seres individuais e respeitarmos o outro como tal.


 Nunca devemos ser metade de ninguém, nem permitir que nos roubem a nossa metade… porque conforme o nosso coração não viverá senão for inteiro, o amor baseado em tais argumentos não será edificador e duradoiro.


 O amor é como qualquer sentimento… uma partilha… uma imensa partilha, de gestos, de palavras, de momentos… de vida… uma caminha a dois… que os unirá até que ele pulse no coração de ambos e que precisa de ser alimentada e cuidada a cada dia!


 Ergam-se como seres individuais, com vontades, sonhos e objectivos, atinjam a vossa maturidade e entreguem-se de corpo e alma a alguém com a perfeita consciência que ele errará tal como vocês, e vossa suposta “perfeição” será somente alcançada com o bater forte dos vossos corações que vos dirá e confirmará que ali é vosso lugar!


Com todo o meu carinho,
Uma lição de vida, uma aprendizagem ainda debatida, mas que tem todo o mérito em ser compartilhada…
Sónia

...
Filha... passe eu por todas as mudanças do mundo... tu e a mana serão para sempre as minhas eternas certezas... AMO-VOS!

 

sinto-me: com fé...
publicado por lara_meu_anjo_escondido às 16:37
link do post | comentar | favorito

.Nosso Dia de Amor:


RockYou FXText